9 Promessas das bem-aventuranças (Parte 4)

Promessas de provisão
Mais de 10 milhões de crianças provavelmente morrerão neste ano vítimas de doenças relacionadas à fome. Quase metade da população mundial vive com menos de 5 reais por dia. À medida que avançam a tecnologia, a ciência e o conhecimento humano, o abismo entre a riqueza e a pobreza tem ficado pateticamente desproporcional. Mas quem pode parar a miséria aparentemente interminável causada pela pobreza?

Certamente não há falta de recursos. Na verdade, seria necessário menos de um por cento do que o mundo gasta todo ano em armamentos para permitir que todas as crianças do mundo freqüentassem a escola no ano 2000.1

Jesus disse ao jovem rico que desse tudo que tinha aos pobres. Mas ele se virou e foi embora.

O produto interno bruto das 48 nações mais pobres é menor do que a riqueza das três pessoas mais ricas do mundo.2 Vinte por cento da população nos países mais ricos do mundo consome 86 por cento dos produtos fabricados no mundo.3 O que pode ser feito de maneira diferente neste ano para mudar essas estatísticas?

Será que 30 multimilionários não poderiam doar três quartos de sua fortuna para dar às crianças do mundo uma vida melhor por meio da escola?

As sociedades ricas têm em suas mãos o poder de acabar com a pobreza. Não é que não haja comida suficiente. O mundo produz comida suficiente para todos crescerem saudáveis. Contudo, milhões de pessoas ou não têm dinheiro para comprar a comida que há à disposição, ou não têm acesso a ela.

O jovem rico não conseguiu renunciar a nada de sua riqueza. “Quem ama o dinheiro nunca ficará satisfeito; quem tem a ambição de ficar rico nunca terá tudo o que quer. Isso também é ilusão” (Ecles. 5:10).

A riqueza pode salvar milhões de vidas. Segundo as Nações Unidas, 13 bilhões de dólares por ano seriam suficientes para satisfazer as necessidades dos pobres de todo o mundo nas áreas de saúde e nutrição.4

“Sou contra os milionários, mas seria perigoso me oferecer o lugar de um deles”, disse Mark Twain.

Deus disse ao jovem rico que vendesse todas as suas posses e desse o dinheiro para os pobres (Mar. 10:21). Temos os recursos em nosso poder. Temos a riqueza, mas será que estamos dispostos a doá-la para ajudar os pequeninos, nossos irmãos e irmãs necessitados?

A que luxos estamos dispostos a renunciar? Se nada for feito, mais de 10 milhões de crianças provavelmente morrerão neste ano vítimas de doenças relacionadas à fome.

“Eu tenho visto neste mundo esta coisa triste: algumas pessoas economizam dinheiro e sofrem com isso. Perdem tudo num mau negócio e assim não deixam nada para os filhos” (Ecles. 5:13 e 14). “Tudo é ilusão” (Ecles. 1:2).

1. New Internationalist, “State of the World,” edição 287, fevereiro de 1997.
2. Ignacio Ramonet, “The Politics of Hunger”, Le Monde Diplomatique, novembro de 1998.
3. Relatório de Desenvolvimento Humano de 1998, Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas.
4. O Projeto da Fome [www.thp.org].

Bem aventurados os que tem fome e sede de Justiça pois serão fartos
Justiça é a pratica de ações corretas. É a obediencia a Deus, pois nessa lei tais principios estão arrolados. A Bíbila diz: ”Todos os teus mandamentos são justiça… (Salmo 119:172).

Deus está disposto a dar o seu espírito do que que os pais em oferecer bons presentes aos filhos. Sua promessa é: ”Pedi e dar-se vos-a (Luc. 11.9).

Todos os que tem fome e sede de justiça … serão fartos. E essa é a promessa de Deus para nossa vida hoje . A Promessa de Provisão.
A promessa de que podemos ter nossa vida espelhada nas ações de Jesus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s